terça-feira, 8 de janeiro de 2013


8/7/2012

Se um dia eu regressar
Despida de memórias
Alheada de agonia
De um passado sofrido
Que se vista meu corpo
De mil cores e encantos
E numa inocência inconsciente
Me aventure destemidamente
Volitando livremente
Sugando ardor de flor em flor
Oferecendo afecto e muito amor


Sem comentários: