terça-feira, 8 de janeiro de 2013


2/7/2012

E na calma noite misteriosa
Jaz o nobre sonho adormecido
No leito do rio
Pintado de ouro e marfim
Teço uma poesia só pra mim

Sem comentários: