segunda-feira, 7 de janeiro de 2013


30/6/2012

Não precisarei de relógio
Nem o galo cantará
Sem bússola ou mapa
O sol e a lua me orientará
Partirei feliz sem destino ou rumo
Viverei paixão com fogo sem fumo
Feliz  liberta  e sempre a cantar
Viverei a vida sem hora de chegar


Sem comentários: