sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Carta nunca enviada....


 Hoje fui ao cinema.
 Aquele, onde habitualmente íamos...Como companhia, tive um enorme pacote de doces pipocas.
Não tão doces quanto tu... 
Fui ver o filme " Invencível"  Adorei!
  Ao longo do filme, foram muitas as frases de ensinamento, coragem, força e determinação... que li.
 Todas elas me davam força para continuar o caminho que separa a natividade da morte... 
A esse caminho, chama-se vida, a vida que tanto amo, mesmo com todas as vicissitudes, adoro viver. Como bem  o sabes e como ainda hoje, numa escrita atabalhoada mo disseste...
Preciso de te dizer tudo que sinto, mas não tenho esse direito... não te posso preocupar mais do que o que carece o teu estado, neste momento tão horrendo,  pelo qual nenhum ser humano deveria passar... Então minto-te... E tu mentes-me... e nestas mentiras piedosas, mora um lindo e nobre sentimento, que jamais, jamais terá fim. A verdadeira amizade. 
És um ser maravilhoso  e só por te ter conhecido dou graças. 
Prometo-te minha querida AMIGA, que  irei reger a minha vida por esta frase que hoje li diversas vezes, enquanto o filme rodava: / Se aguento, consigo! / 
Oxalá a mesma resultasse para ti...
Nunca visitas o meu blog. ninguém o visita.. e até prefiro assim... é o meu "amigo" secreto... o meu psicólogo... o meu canto... Precisava de gritar esta dor que mora em mim...sem que tu a ouvisses...
Este é o meu grito... um grito mudo para que ninguém o escute...

Outra frase do mesmo filme.

" Em toda a minha vida, eu sempre consegui chegar ao final da corrida" 

Chegamos todos ao final da corrida. Importante é saber caminhar! 

Beijo doce minha linda.