terça-feira, 20 de outubro de 2015

Dia Dourado




Hoje o sol brilhou para mim, dourado como só ele
Dos céus me enviou memórias de encantos tamanhos
Sem rasto de dor, lamento ou pranto
Somente doces momentos de amor e encanto
Hoje, abraços e beijos me envolveram em suave dança
E dancei... douradas lembranças de tempos meus
Hoje, o dia cheira a flores campestres...
E sinto o delicioso "silêncio" de um bosque verdejante
São de luz os seus trilhos e sinto-me amada...
E numa esperança renovada 
Caminho ávida de vida
Frenética em insaciáveis  passadas 
Sem desvios ou distracções que a vida vai ficando gasta
Vou atrasar o calendário e os relógios desligar
Abraçar o universo, deixar uma  estrela me beijar
E... num voo casto, sonhos aprisionados irei  liberar
Descobrir horizontes longínquos e adiar a partida
Porque hoje...
Marquei encontro com a Vida !




                                                         © Ana Sousa Simões - 2015

4 comentários:

Jaime Portela disse...

Estive a ler todos os poemas da primeira página (alguns reli) e posso dizer-lhe que a sua poesia me encanta. Parabéns pelo seu talento.
Um beijo, querida amiga Ana.

Ana Simões disse...

Obrigada Jaime Portela. As minhas palavras são apenas " regurgitações de sentimentos e estados d'alma " não são poesia.. Poesia é o que o Jaime escreve e tão bem.
Mas fico muito grata que aprecie e tenha lido os meus "rabiscos de mel e fel " rssss
Neste dia, eu fazia anos.. foi um hino á vida. Um modo de agradecer o simples respirar.
Bem ha-ja amigo e volte sempre.

Remus disse...

Fotografar o sol não é nada fácil. Mas perante esta fotografia, até parece que é.
Está tecnicamente irrepreensível. Muito bonita!
Parabéns!

Ana Simões disse...

Muito obrigada Remus pelas suas palavras. Um bfs e fotografar o sol é fácil :)