terça-feira, 17 de novembro de 2015

Jornada Indesejável


Sinto-me só... sei que não o estou mas sinto-me
Minto... sei que não devo mas minto
Componho sucessivamente a máscara que vai descaindo 
Invento alegrias, finjo sorrisos, mas em meu rosto correm lágrimas indesejáveis 
Em  noites mal dormidas, vagueia minha mente, sem rumo,  em debandada confusão
Meus lábios se cerraram... e guardam a raiva, a tristeza, a saudade e segredos meus...
Meu corpo insubmisso se nega a levantar
Instável, caprichoso despreza meu desejar
Meus nervos não reagem... minhas forças minadas de dor, observam de camarote minha letargia
Bloqueando vida, à minha alma sequiosa de viver
E nesta demanda, vive aprisionado meu coração em espinhoso degredo
Adiando promessa admitidas... ainda assim não esquecidas
Excomungo meus ais e expulso augúrios para lá do sol posto 
Certa que ... nem a morte quebrará este meu bem-querer carinhoso
Pergunto ao meu eu, envolto em gemidos
Por Deus... porque não sossegas?
Liberta-me esfaimado predador...Ainda que ha-ja trevas em meu redor
E seja minha glória comedida...
Permite-me viver!

© Ana Sousa Simões 



7 comentários:

Jaime Portela disse...

É importante que sejamos boa companhia de nós próprios.
Também é importante vermos o copo meio cheio em vez de meio vazio.
E ainda mais importante é a nossa capacidade de sermos felizes, que se resume a estarmos sempre satisfeitos com o que temos e somos, mas sem deixar de querer mais e melhor.
São 3 dos mais simples segredos para a vida...
Quanto ao seu poema, que me despertou a necessidade de referir os 3 segredos acima, é excelente. Se o não fosse, eu não teria escrito tanta coisa... e só os bons poemas, ainda que não todos, são capazes de nos "obrigar" a dizer coisas...
Tenha um bom fim de semana, minha querida amiga Ana.
Abraço.

Jaime Portela disse...

PS: a fotografia é magnífica.

Ana Simões disse...

Mais uma vez muito obrigada Jaime.
Concordo me absoluto com o seu comentário no que se refere aos três pontos incensais para uma vida sã... Tento te-los em conta no meu percurso de vida... e apesar de por vezes a angustia, por algum motivo me atacar, nunca deixo de ver o copo meio cheio. Porque amo a vida.
Obrigada pelo comentário á minha foto. É outra das minhas paixões :)
Um bom dia, um abraço e tudo de bom meu amigo.

mariam [Maria Martins] disse...

Querida Ana, não conhecia este teu 'cantinho' criativo! Cá voltarei com mais tempo!
Beijinhos :)

CÉU disse...

Será que a jornada é mesmo indesejada, ou os poetas a verão, desse jeito?
Você é uma mocinha que escreve com sentimento, que, por vezes, lhe parece contraditório, e chega a ser, poeticamente.
Em sua poesia que é diversificada, se nota o descons(c)erto do mundo, de que falava Camões, no século XVI, tal como a suas interrogações, perguntas, que, por vezes, não têm resposta, ou se têm, parece que ninguém ouve você. É normal!
Nenhuma jornada é fácil, minha querida, haja frio ou haja calor, mas o mais importante disso tudo, é que mantenhamos uma boa autoestima e que amemos viver, porque a VIDA É UMA COISA MARAVILHOSA. Eu sei que acabei de escrever uma banalidade, um lugar comum, mas este me apraz.

Boa e positiva semana.

Beijinhos Ana, de ♥

CÉU disse...

Pensava que a Ana era brasileira, por uma ou outra frase, que encontrei no seu blogue. Agora, vejo que vive na mesma cidade que eu.
O meu comentário anterior está escrito num Português, meio abrasileirado, por pensar que a Ana era natural do Brasil.

Semana luminosa.

Beijos e um carinhoso abraço.

Ana Simões disse...

Obrigada Céu.
Grata pela sua visita e comentários.
Não noto se escrevo algo que nos "projecte" ao Brasil. contudo poderá ser mesmo normal... além de ter amigas e incluindo uma familiar brasileira, acabamos por "apanhar algum termo " Assim como quando escrevo, escrevo de um modo diferente do que falo... conjugo muito os verbos no gerúndio, por ex... e utilizo algum vocábulo que sendo português é mais usado pelos nossos irmãos brasileiros, porque são termos muito "doces e poéticos" Não sendo eu uma poetisa de modo algum !!
Escrevo para libertar sentimentos... e porque gosto, quase tanto como fotografar.
Bem vinda e obrigada.
Muita luz, paz e amor
. Felicidades. !!