quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Grata á Vida




Grata á Vida

Á vida enraizada
De verde esperança cercada
Fertilizo em mim a ousadia
De o presente sem temor viver
Não projecto o futuro
Evito mirar um passado nublado
Vivo alegremente sem o presente temer
De alma extravasando emoções
Dócil mas forte…Com flor ou com espinho
O presente sem temor irei viver
Debruço-me sobre a vida
Repartindo sorrisos que tocam corações
Solfejando trovas embalo meus sonhos
 E sem temor vivo o presente pleno de emoções
Confio ao destino que me aponte o caminho
E nesta floresta de troncos bordados
De verdes mesclados numa explosão de luz e cor
Vivo o presente sem temor
 E… a vida tem melhor sabor
Na fugacidade de um instante
De felicidade invadiu-se o ar
Com amor e sem temor
Vivo o presente na ânsia de ser amada e tudo amar
O coração que não se inibe e declara baixinho
Segue o teu caminho… Segue o teu sonho até ao infinito
E no presente sem temor
De sentido aguçado apreço escuto e vejo
E num lampejo de sabedoria
Reparo que tenho tudo que mais desejo
E…reconhecida sem nada esquecer
Agradeço ao Divino o privilégio de VIVER

Ana Simões



2 comentários:

Luís Miguel Inês disse...

Obrigado por compartilhares foi um privilégio ler.Um beijinho

Lenita Nabais disse...

Uma mensagem de gratidão muito genuína, muito bem escrita, com alma e coração puro que tu tens, Anita! Obrigada pela partilha e por seres quem és! Obrigada por estares no meu caminho! Linda foto tb, cheia de raízes, que nos ligam à VIDA!!!
O B R I G A D A *****
Abraço Coração com coração e tudo de BOM!