domingo, 1 de novembro de 2015

Porquê's


Perguntei à noite que levou o dia o porquê de tanta agonia
A noite passou sem resposta e o dia chegou num manto de pranto
Pela manhã de mais uma noite acordada
Coloco a mordaça da aceitação e abafo a raiva, a revolta a dor
E sou incompreensão
A lua tombou e só me restam lágrimas que por ti choro
até ao raiar de soltas madrugadas
Pergunto ao tempo o porquê do Passar e não Ficar
E o tempo passa descompassado, apressado sem ficar
E num triste lamento compreendo...
Faço as malas sem limites de carga
Na bagagem guardo passados de amizade, euforia, alegria e muito amor
No presente, carrego paz e dispo-me de quaisquer sentimento poluente 
Para o futuro, carrego a nudez do imprevisto... com a certeza que tudo passa sem ficar
E quando minha alma fraqueja e de dor meu coração lateja 
Regresso a um passado não agendado
Revolvo a mala, revivo memórias, relembro estórias e faz-se magia
E assim...
Ancorei os porquês numa ilha esquecida
Lancei as dores num barco á deriva
E na espuma de um beijo que morre na areia... sinto-me inteira
E volto a ser presente. 

© Ana Sousa Simões 



2 comentários:

tulipa disse...


MARAVILHA

no dia em que a Humanidade for apenas Paz e Amor

...

NATUREZA será sempre BELA

Somos todos tresloucados à procura de algo
sossego seria bom
harmonia também...

De tanto lembrar me esqueço

e, várias vezes digo a mim mesma:
Tenho que visitar os blogues da ANA

por isso, aqui estou.

Sabes que dia é Hoje?
Um "Olá" como forma de promover a paz?
Sim, é esta a verdadeira história por detrás do dia 21 de novembro,
data em que se assina-la o Dia Mundial do Olá.

Cumprimentemos-nos pois!!!

Bom fim semana.
Tulipa .

Beijinho da Ester

Ana Simões disse...

Uma utopia eu sei... um dia em que a Humanidade for apenas Paz e Amor... mas sonhar não custa.
Desconhecia ser o dia do "Olá" Bonita forma de partilhar a paz e promover uma amizade. Beijinho e Comprimente-mo-nos pois !!