sábado, 26 de março de 2016

Amor Divino


Amor Divino

Perdoa Divino Deus minh'alma inquieta que vagueia à deriva  por caminhos conturbados 
É tamanho o frio, o abandono, o desamor, por mim encontrado
Não sei em que Pai creio...  não sei a quem entrego minha oração...  
Não aceito a fome dos inocentes
o frio dos desabrigados, a solidão, o abandono dos desafortunados...
Que entre lágrimas e preces vão fundindo seu assombro
Ansiando graças numa vida ingrata de dor tatuada
E esperam  clemencia ante sua crença na mansidão duma vida de escombros
Quero cumpridos os direitos prometidos ! Que a justiça não passe de uma utopia  e que abolida seja a ganancia  e a ambição... não fomos todos teus filhos eleitos ?
Perdoa Divino Deus  meu eco de revolta rasgado... perdoa minha ingratidão
É tanta a incompreensão  que perturba meus passos e Tu...guião  que me encaminha nos enviesados caminhos  do meu  caminhar
Aos pés da tua cruz me aqueço e em teu manto de sangue / por amor manchado / me acoito
E protegida,  me quedo muda,  saboreando a semente de paz e amor em minh'alma a germinar
E nesta reafirmada fé, só me ocorre dizer-Te 
Graças Deus que de viver estava sedenta e tu me saciaste,  apartada da fé caminhava sem rumo e foste Tu meu fio de prumo
De mim bani hóspedes indesejáveis, retorno a Ti de mácula manchada , encontrei a luz e bendigo Jesus
Mas...na certeza desta batalha sem tréguas... não calarei meu grito...
Na crença de uma humanidade  justa sem laivos de fantasia 
Um mundo de  paz,  amor, bênçãos e alegria !

© Ana Sousa Simões







3 comentários:

Jaime Portela disse...

Mesmo sendo agnóstico, tenho que reconhecer que é um excelente texto.
Boa semana, querida amiga Ana.
Beijo.

Remus disse...

Agora fiquei aqui a matutar, onde é que já vi esta escultura. Tenho a certeza que já a vi, mas agora não consigo lembrar-me a onde.
Esta coisa da idade não perdoar... tem destas coisas. :-P
:-) :-P

Mais uma composição irrepreensível.

Ana Simões disse...

Remus a imagem foi registada no santuário de Fátima.
rss e a memoria vai falhando a todos... eu que o diga... BFS