sexta-feira, 11 de setembro de 2009

RECORDAR É VIVER


Cristina
Bonequinha expressiva e risonha
Seus olhos azuis tão vivos refulgem
Como astros brilhantes impulsionando vida
De amora silvestre é sua boquinha
Das palavras ditas… há muito esquecida
Com um vago sorriso Cristina me fita
Uma onda renascente invade o ambiente…
No viajar da memoria vivo o momento
E juntas encetamos viagem
Avisto….
Criança risonha de bochechas rosadas
Olhar doce e ar traquina
Ávida de vida esponja insaciável
Percorre fazendas em sonhos de menina
Como aves que voam para poente ou nascente
Devaneia livremente em doce magia
E corre feliz saltitando sorridente
Soltando rizadas freneticamente…
Saudosas lembranças descem em cascata
Iluminando o olhar da menina mulher
Tão meiga, tão doce, sonhadora, abstracta…
Num abraço e num beijo enternecida absorvo…
A meninice e pureza daqueles anos de prata.

Tua bonequinha de olhos azuis do céu.... como os teus... Lena querida.

2 comentários:

Anónimo disse...

Lindo, Ana aqui está a Cristina a tal bonecaquinha, guardian de um castelo de sonhos jamais esquecidos.
Bjos
Lídia

Lenita Nabais disse...

A Cristina... uma linda boneca de uma amiga linda, que presenteia a sua criança interior! Bjs