terça-feira, 13 de novembro de 2012

Espera dolorosa


14/4/2012

Só me restava rezar
Prostrada ferida atormentada
Saboreava a revolta
Sentia vontade de lutar contra a morte
Que à tua volta rondava solta
E neste martírio orava
Agonizada na minha dor
Em delírio, quase demente implorava
Por tua vida por teu amor
E à ânsia que sentia
Na esperança de mais um dia em tua vida
Minha dor abraçava...

Ana Sousa Simões



Sem comentários: