quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Pranto sofucado



One day, one photo and some words

1/4/2012

Amargas lágrimas cobrem meu coração
Dúvidas submersas; injustiças profundas
Perturbam minha mansidão
É agreste meu pesar 
Que tanto me faz sofrer
Calo meu pranto, e...
Moldo meu rosto de sorrisos
Cansada, esgotada, revoltada...
Seco a fonte de lágrimas
Que nunca cheguei a brotar
Já não quero ler nas entrelinhas
Cansei de sorrisos
Cansei, cansei, cansei!
Cerro os olhos pra não chorar
Deslaço abraços e termino meu penar.

Ana Sousa Simões



Sem comentários: