segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

9/2/2012

Sinto-me
... Agarrada á vida
Sem algemas ou guilhetas
Sem medo ou desassossego
Extingo a angústia
Atiço a emoção
Sem me render á escravidão
 

Sem comentários: