terça-feira, 24 de janeiro de 2012

8/1/2012

Agarrada a linhas rectas
Cativada pela esperança
Subo até à felicidade
Derrapo na decepção
Sofro desilusão sem nunca fraquejar
De um trago brindo ao futuro
E em estado de felicidade
Deixo a tristeza para lá do muro
Proclamo à vida uma doce aliança
Guardando em mim
Fé amor serenidade e confiança
 

1 comentário:

Luis Miguel Inês disse...

Mais um belo trabalho de apresentação.Bjs