quarta-feira, 9 de janeiro de 2013


24/8/2012

Quantas estórias sepultadas
Quantos sonhos abafados
Quantos sofridos lamentos 
Levados pelos ventos
Quanta fome saciada
Quantas mãos enfarinhadas
Quantos doces momentos...


Sem comentários: